fbpx

20 anos do Wi-fi: conheça a história da conexão pelo mundo

O uso do wi-fi virou algo tão cotidiano que muitas vezes nem nos lembramos como era a internet sem ele. Hoje, umas das primeiras perguntas, que se faz ao chegar em qualquer lugar, de casas de amigos à lojas e restaurantes é: qual o wi-fi daqui? Completando 20 anos de desenvolvimento, o wi-fi foi desenvolvido pelo Institute of Electrical and Eletronics Enginners (IEEE – Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos) e aqui no Brasil se popularizou um pouco depois, já em 2008. Conheça neste artigo, um pouco mais sobre o principal padrão para conexões sem fio, o wi-fi e sua evolução.A descoberta

A descoberta

Entre 1997 e 1999, o FFC (Federal Communications Commission) nos Estados Unidos, órgão que corresponde a Anatel aqui no Brasil, autorizou o início da operação e o IEEE, através de um comitê, criou o padrão para a conectividade sem fios.

Transição

A partir do ano 2000, começou o momento da transição da conexão cabeada para a conexão wi-fi. A transição foi lenta, com a tecnologia evoluindo aos poucos, e neste período começaram a aparecer nos Estados Unidos, os primeiros espaços públicos que ofereciam conexão wi-fi para os usuários. Eram ainda tão poucos que tinham até nome. Os pontos de wi-fi eram chamados hotspots e somente quem tinha aparelho compatível tinha acesso. 

Após um restaurante famoso nos Estados Unidos disponibilizar em toda a sua rede, os hotspots começaram a se popularizar. Diversos segmentos passaram a utilizar o padrão, de locais públicos, à shoppings e escolas. Nas residências, a conexão sem fio foi ganhando adeptos depois que os smartphones passaram a se tornar um meio popular de comunicação.

No Brasil o wi-fi chegou em 2008 juntamente com a popularização do Android. Os smartphones chegavam às lojas com mais qualidade mas a internet móvel não era suficiente para um uso mais completo do equipamento. Neste momentos as operadoras passaram a disponibilizar modems com Wi-fi em regime de comodato e então a conexão passou a ser mais rápida e se popularizou de vez por aqui.

Velocidade que não para de crescer

Em 1999 a conexão Wi-Fi era capaz de transmitir até 54 Mbit/s ou 6,44 MB/s. Em 2009, pouco depois de chegar ao Brasil, no padrão 802.11n a rede já era capaz de atingir até 150 Mbit/s ou 17.88 MB/s.

Atualmente, a expectativa é que o novo padrão 802.11ax, também conhecido como wi-fi 6, se popularize. Ele promete uma maior capacidade de transmissão para redes mesmo quando muito cheias, além de dobrar a velocidade máxima de transmissão dos 7 GB/s do 802.11ac para 14 GB/s com o novo padrão.

Como sempre, tudo leva um tempo até se popularizar; devemos aguardar até que os produtos certificados cheguem ao mercado. Não teremos que comprar somente um roteador novo, mas smartphones e notebooks compatíveis para conseguirmos aproveitar todas as vantagens do novo padrão.

Compartilhe este conteúdo e deixe sua opinião. Ela é muito importante para a gente!

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on google